Defesa design instrucional

10set09

O tema, “Design instrucional para cursos a distancia adaptativos”, foi defendida por Bruno Correa, em 09/09/2009 (cabalistico!) as 14h30, na sala da pos-graduacao da ESDI.

Bruno fez uma apresentação “classica” de algumas tecnologias de hipermidia adaptativa (HA): exibicao e ocultacao de texto e geracao dinamica de links de uma forma extremamente didatica e facil de entender. Peter Brusilovski aprovaria, com certeza.

A proposta de Bruno discorreu sobre um panorama do ensino à distância (EaD), diretrizes do MEC para EaD, e questoes pedagogicas sobre design instrucional (o termo design instrucional alem de ter sido apropriado pelos pedagogos, acaba sendo compreendido de maneira particular por eles, ao nao considerar novas tecnologias no EaD nem o proprio design ao processo educativo).

Por fim Bruno apresentou um sistema de HA baseado em texto, o AIVA, projetado por ele proprio. Foi frisado que esse sistema utilizaria perfis de usuarios (alunos) pre-definidos, visto que a criacao desses perfis fugiria ao escopo do trabalho. Só para esclarecer, perfis de usuários sao regras que definem o que ou como o conteudo deve ser apresentado (adaptado) a usuarios diferentes. P.ex., um mesmo texto pode ter versao para alunos e professores (como foi usado no exemplo), com maior detalhamento para professores ou com explicacoes distintas da versão “do professor” quando for lido pelo aluno.

No sistema AIVA o professor entra com o conteudo (texto) e define as areas (palavras) onde novas perguntas (hiperlinks) são acrescentados automaticamente, conforme o perfil do usuario/leitor (aluno  ou professor, p.ex.).
O sistema, na sua arquitetura lembra muito o Willow, no tocante a ser adaptativo e baseado em texto. Porem os objetivos são distintos: o Willow e uma ferramenta de avaliacao e o AIVA e um curso de fato. Alem disso, as adaptacoes ocorrem de maneira distinta; no Willow o texto e inserido em forma de perguntas/respostas novas, e no AIVA o texto e inserido/ocultado para mudar a apresentacao do texto.
O mérito do trabalho é ser uma metodologia que pode ser utilizada em sistemas existentes (como o AHA!) ou ser uma proposta de ferramenta simples para criacao de cursos baseados em texto (mas que poderia ter conteudo multimidia, se tornando hipermidia, se assim fosse desenvolvido).

A defesa foi interessante pois mostrou algo que, ao contrario do que a academia afirma, o uso de novas tecnologias na educação ja são uma realidade: o membro externo afirmou que já fez uma “defesa à distancia”, usando o Skype. Eu mesmo já dei aula para deficientes auditivos, usando, além de uma interprete, o MSN (!).

As mestre Sydney fez consideracoes de sempre pertinentes, de que as tecnologias podem ser incompreendidas: colegas de escola de seu filho foram proibidos de levar um jogo de RPG para sala de aula, mesmo sendo um recurso “ludico” de explicar questoes de historia (a sociedade na idade media, p,.ex.).

Uma ultima mencao interessante foi a lembranca de um projeto do qual o membro externo participou, onde, alem da tecnologia o objetivo era “contar uma historia”; o “storytelling” e um recurso socializante e utilizado em diversas areas do conhecimento (da ergonomia ao marketing) e em resumo e o que todos nos fazemos ao descrever uma area de conhecimento, desenvolver um produto, preparar uma dissertacao… sao diferentes necessidades que no fundo descrevem um tipo de “historia”.

Um fato digno de nota foi a apresentação “ao vivo” do sistema AIVA, feito em ASP (via Microsoft Studio); mesmo sabendo de antemão que isto é um ato de coragem (a lei de Murphy sempre rola nestas horas) Bruno conseguiu apresentar sua proposta. Alias, aproveitarei o proximo post para deixar algumas dicas a mestrandos que desejam apresentar protótipos na postagem seguinte…

Nas fotos: Bruno, A banca de mestrado, slides e cenas da apresentação de Bruno, o Kevin Costner brasileiro (Waterworld, JFK, Danca com lobos), o sogro e uma ex-aluna minha do SENAC, Paula Nogueira, a sosia morena da atriz global Suzana Vieira + um colega de trabalho (Funarte).

correa01correa02correa03

correa04

correa05correa06correa07



No Responses Yet to “Defesa design instrucional”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: