Defesa design ferroviário

10set09

04 de setembro de 2009 Bruno Batella defendeu a dissertação “A importância da usabilidade e a participação de designers no design de interiores de transportes ferroviários”.

Na banca de avaliação,  Sydney Fernandes /  UFRJ UERJ – ESDI Presidente; André Monat Doutor/University of East Anglia   UERJ – ESDI Membro Interno; João Carlos Lutz Barbosa Doutor/UFRJ UFF Membro Externo; Giuseppe Amado de Oliveira Doutor / PUC-RJ PUC-RJ Suplente

Bruno, como na qualificação discorreu sobre a história das ferrovias (origens, desenvolvimento e principais personagens) passando por uma análise do interior das ferrovias sob o prisma da ergonomia.

Apresentou como exemplos os projetos da SuperVia (2005), Reforma do Metrô-Rio (2007) e MagLev-Cobra (2009).

A proposta de Batella foi apontar para questoes de importacao tecnologica no sistema ferroviario brasileiro. ítens como conforto (bancos, iluminação, pega-maos) foram percebidos como deficientes nos trens brasileiros. Curiosamente entrevistas com profissionais de design apontaram uma perspectiva tão “estrangeira” em relacao a atividade de design quanto a de profissionais de outras áreas ou o cliente final (governo, concessionárias e fabricantes). Por outro lado,percebe-se que o designer que faz os projetos normalmente se mantém distante da realidade de fabricação, aponto do cliente solicitar o projeto e não o desenho técnico, delegado ao fabricante; isso deve-se ao fato de que o designer normalmente projeta peças de difícil fabricação pelo contratado.

Como o sucesso do projeto para trens é medido pela resposta do público, 50% do design é voltado para a apar~encia (imagem) dos trens, que é o quesito mais relevante para o usuário de trens. Isso deve explicar porque o metrô RJ investe tanto em reforma das fachadas das estações e trens, mantendo o serviço de transporte e acesso praticamente inalterados ao longo dos anos.

Enfim, foi uma apresentação interessante ate para se compreender a relacao que o mercado de trabalho tem com a atividade de design de produtos, infelizmente mais em compasso com o ensino técnico do que com aquilo que se aprende no ensino superior por uma questão de falta de cultura sobre o design e pragmatismo do mercado de trabalho.

Nas fotos, telas da apresentação,  Bruno e familia (esposa e filho no colo da mae).

batella01batella02batella03batella04batella05batella06batella07batella08batella09batella10batella11batella12batella13batella14batella16



No Responses Yet to “Defesa design ferroviário”

  1. Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: